gototopgototop
Nova pagina 3

 

forex trading logo


... Enquete

O que você mais acessa no Portal Dystacks?
 
Home Notícias Notícias / Esporte
A civilização é uma ilimitada multiplicação de necessidades desnecessárias. (M. Twain)

Esporte
Maradona provoca Seleção, mas elogia Brasil em programa com Bebeto PDF Imprimir E-mail
Publicado por: : Nilton Santos   
Sex, 11 de Julho de 2014 09:00

Maradona e Bebeto Programa De Zurda (Foto: Reprodução / Twitter) 

Maradona mostrou muito carinho por Bebeto e lhe presenteou com duas camisas (Foto: Reprodução / Twitter)

Após cantar hit que embalou torcida hermana na Copa ao lado de jornalistas, El Pibe destaca receptividade brasileira e conversa com tetracampeão em TV venezuelana

vA euforia tomou conta até dos jornalistas argentinos no IBC (centro de imprensa internacional da Copa do Mundo), na Zona Oeste do Rio Janeiro. Funcionários da TV Pública da Argentina receberam Maradona, que grava um programa da TV venezuelana nos estúdios da estatal hermana, cantando o hit que embalou as arquibancadas nos jogos de nossos vizinhos, já na versão zoando o Brasil após a goleada para a Alemanha: "Decime que se siete". O ídolo entrou na festa e também provocou a Seleção, mas depois compensou. Durante seu programa, fez muitos elogios aos brasileiros e conversou com o tetracampeão Bebeto.

 
Van Gaal detona duelo pelo 3º lugar da Copa: "Nunca deveria ser jogado" PDF Imprimir E-mail
Publicado por: : Nilton Santos   
Qui, 10 de Julho de 2014 10:59

Treinador alega que Mundial teria de acabar para os derrotados nas semifinais e se vê em desvantagem contra Brasil por ter menos tempo para recuperar o elenco

Louis van Gaal técnico jogo Argentina x Holanda (Foto: AP)

No que dependesse do técnico Louis van Gaal, a Holanda já estaria no caminho de casa depois da derrota nos pênaltis para a Argentina, pela semifinal da Copa do Mundo. O treinador fez duras críticas à realização da partida que vale o terceiro lugar do Mundial, contra o Brasil, sábado, às 17h (de Brasília), no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

- Acho que esse jogo nunca deveria ser jogado. Digo isso há 10 anos, mas, enfim, vamos ter de jogar. É injusto também porque temos um dia a menos para nos recuperar (em relação ao Brasil), isso não é fair play. Não são condições justas de jogo, mas o pior de tudo é que você tem a possibilidade de perder duas vezes seguidas - esbravejou.

Van Gaal entende que a Copa do Mundo deveria acabar para as seleções que perdessem na semifinal. Segundo ele, uma nova derrota na decisão do terceiro lugar atrapalharia a avaliação de um time que conseguiu ficar entre os quatro melhores em uma competição com 32 participantes.

- Num torneio em que você jogou tão bem, acaba voltando para casa como um perdedor. Em qualquer torneio de futebol, principalmente nas etapas finais, não se deveria ter de passar por isso. Não deveria jogar pelo terceiro e quarto lugares. Só há um prêmio, que é a taça.

A campanha da Holanda chega a ser surpreendente para uma seleção que passou por uma renovação após o vice na África do Sul, há quatro anos. Na primeira fase, se vingou da Espanha (5 a 1) e ainda venceu Austrália (3 a 2) e Chile (2 a 0). Já nas oitavas, virou nos minutos finais contra o México (2 a 1) e bateu a Costa Rica nos pênaltis (0 a 0 no tempo normal), nas quartas.

 
Maradona sobre vexame da Seleção: "Alemanha parecia dois ‘Brasis’" PDF Imprimir E-mail
Publicado por: : Nilton Santos   
Qua, 09 de Julho de 2014 09:20

Ídolo argentino compara partida com “jogo de crianças” e alerta sua equipe: “Camisa não ganha jogo”. Argentina enfrenta a Holanda nesta quarta-feira por vaga na final

Maradona criticou o desempenho da Argentina contra a Suíça e disse que a Bélgica dará mais trabalho (Foto: Reprodução / TeleSur)

A derrota por 7 a 1 do Brasil para a Alemanha também surpreendeu Diego Maradona. O ídolo argentino comentou o vexame do time de Felipão em seu programa de TV “De Zurda”, exibido pela emissora venexuelana “Telesur”, nesta terça-feira. Para o ex-jogador, a equipe da casa foi superada por “tanques alemães”.

- A Alemanha parecia dois “Brasis” juntos. Parecia um jogo de crianças. Hoje nada se ganha com a história da camisa. É preciso jogar por 90 minutos para mostrar que é superior ao rival - comentou.

Maradona aproveitou para falar sobre a partida da seleção Argentina contra a Holanda nesta quarta-feira pelas semifinais.

- Esperamos jogar a final com os tanques alemães contra os quais já pudemos (vencer) – disse relembrando a decisão do Mundial de 1986.

 

Fonte:http://globoesporte.globo.com

 
Após goleada histórica, Seleção chega na Granja apoiada por seis torcedores PDF Imprimir E-mail
Publicado por: : Nilton Santos   
Qua, 09 de Julho de 2014 09:05
ônibus saída aeroporto Galeão (Foto: Patrícia Esteves)
Protegido por policiais e observado por torcedor, ônibus sai da Base Aérea do Galeão (Foto: Patrícia Esteves)

Delegação chegou a Teresópolis às 1h50. Cercados por Exército e Batalhão de Choque, fãs prestaram solidariedade, mas faixas solitárias registraram protesto

Após a derrota histórica por 7 a 1 para a Alemanha, no Mineirão, pela semifinal da Copa do Mundo, a seleção brasileira desembarcou no Rio de Janeiro na madrugada desta quarta-feira, na Base Aérea do Galeão. O ônibus da delegação saiu em direção à Granja Comary, em Teresópolis, onde os jogadores ficam concentrados.

Pouco mais de dez torcedores acompanharam a saída do veículo. Alguns demonstraram indignação, com gritos de "vendidos". No portão da Base Aérea, policiais do Batalhão de Choque, com capacetes e escudos, faziam a segurança preventiva contra qualquer manifestação mais violenta contra a delegação.
Na estrada, alguns torcedores com a camisa da Seleção esperaram o ônibus passar e apoiaram com gritos. Já em Teresópolis, Maria Alice, Gabriela Quintanilla, Danielle Gervazoni, Daniel Gervazoni, Rafael Gervazoni e Desirée Salles foram os únicos torcedores dispostos a enfrentar o frio e a chuva fina de Teresópolis para dar apoio a Seleção após derrota histórica. Para Maria Alice, que veio prestigiar a seleção em outros momentos da Copa do Mundo, agora é importante incentivar o grupo para disputa do terceiro lugar. O ônibus chegou à Granja Comary 1h50. Pela janela, jogadores observaram o paredão de homens do Exército e da Polícia, que temiam protestos.

 
27° dia: Brasil sofre goleada histórica de 7 a 1 da Alemanha PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Publicado por: : Nilton Santos   
Qua, 09 de Julho de 2014 08:36

David Luiz se despede do campo em lágrimas

(Foto: Gabriel Bouys/AFP)


Foi uma humilhação. O Brasil levou sete gols da Alemanha, cinco deles nos primeiros 30 minutos de jogo no Mineirão, em Belo Horizonte. A seleção de Luiz Felipe Scolari desapareceu em campo e assistiu à maior goleada que o Brasil sofreu na história das Copas.

Logo aos 10 minutos, Toni Kroos cobrou escanteio e Thomas Müller marcou o primeiro. Os quatro seguintes vieram em apenas seis minutos. O atacante Miroslav Klose fez um gol de rebote, o seu 16º em Copas e tornou-se o maior artilheiro de todos os tempos no torneio, batendo Ronaldo Fenômeno. O meio-campo Kroos conseguiu fazer dois em um intervalo curtíssimo, pouco mais de um minuto. Khedira finalizou o quinto, depois de roubar a bola no meio do campo e fazer tabela com Özil. A bola foi no canto direito do goleiro Júlio Cesar.

Quando os brasileiros achavam que a derrota já estava vergonhosa demais, no segundo tempo, o atacante Schürrle recebeu passe de Lahm e completou para a rede. Seis gols. E depois sete, de novo marcado por Schürrle.

Para não ficar tão feio, Oscar conseguiu fazer um gol para o Brasil aos 45 minutos. Placar de 7 a 1 na semifinal.

Agora resta à seleção disputar o terceiro lugar. Será a quarta vez que o país busca essa colocação em uma Copa. No próximo sábado (12), enfrentará o perdedor de Argentina e Holanda, no Mané Garrincha, às 17h (de Brasília). O adversário do Brasil será definido nesta quarta-feira (9).

Antes mesmo do intervalo, torcedores começaram a deixar a Fan Fest, em São Paulo. O local, que tem capacidade para 30 mil pessoas, estava lotado no começo da partida. Melancólicos, os torcedores aplaudiram o sexto gol alemão. A mesma coisa aconteceu no Alzirão, na Tijuca, Zona Norte do Rio. Em Copacabana, torcedores relataram brigas e tentativas de arrastões.

Até no Mineirão, torcedores decidiram ir embora mais cedo. O clima ficou pesado. Quem resistiu até o final chorou, sofreu, mas aplaudiu e fez coro de "olé" para a Alemanha. Aos 35 minutos do segundo tempo, os torcedores alemães ouviram (em alemão e em inglês) a orientação para permanecer no lugar após o apito final. A saída deles foi escoltada pela Tropa de Choque e por seguranças da Fifa. A medida foi tomada para evitar possíveis acessos de revolta de brasileiros contra os rivais.

- A cara da decepção: veja fotos da reação dos brasileiros

Torcedores de todo o país lamentaram o resultado. "Perder, tudo bem, mas tem que ser com alguma honra. Muito decepcionante. Agora quero que o Brasil enfrente a Argentina na disputa pelo terceiro lugar, e ganhe, claro", disse a alagoana Ana Lúcia Flores, 37 anos, professora de educação física. Leia mais depoimentosTristeza de torcedora na Fan Fest de Brasília

(Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)

Em Berlim, a torcida alemã foi ao delírio com o resultado.
Alemães celebram vitória em Berlim

(Foto: Markus Schreiber/AP)

'Sou o responsável'
Luiz Felipe Scolari chamou para si a responsabilidade pela derrota histórica. "Quem é o responsável pelas escolhas? Sou eu. A responsabilidade pelo resultado catastrófico é minha. Eu fui o responsável", disse em entrevista coletiva após o jogo.

Felipão admite que o time se perdeu completamente após sofrer o primeiro gol, logo no início da partida. "Posso dizer que deu uma pane depois do primeiro gol. E com a qualidade dessa equipe [da Alemanha], eles aproveitaram de uma forma que não tivemos condições de reagir. Peço desculpas pelo resultado negativo, porque não conseguimos chegar na final. Vamos continuar trabalhando e honrando a nossa equipe, jogando pelo terceiro lugar. E quero agradecer a todos de forma categórica, que mesmo perdendo de cinco a torcida seguiu apoiado o time", afirmou o técnico.

David Luiz: 'Desculpa'
Em entrevista no final da partida, o capitão David Luiz disse que "só queria dar uma alegria para o povo". "Infelizmente não conseguimos. Desculpa todo mundo, desculpa todos os brasileiros. Só queria ver o meu povo sorrindo."

As piadas não param
Tão sem limites quanto o ataque alemão são as brincadeiras na internet. "Nem a Volkswagen faz tantos gols em tão pouco tempo", disse um usuário. "Os donos do PSG estão querendo devolver o David Luiz", disse outra.

 
No Mineirão, torcedores 'viram' Neymar PDF Imprimir E-mail
Publicado por: : Nilton Santos   
Ter, 08 de Julho de 2014 09:34

SIGA: Brasil enfrenta a Alemanha, às 17h, em jogo que vale vaga na final da Copa. Será a primeira partida no Mundial que a seleção brasileira jogará sem seu artilheiro.

No Mineirão, torcedores 'viram' Neymar (No Mineirão, torcedores vão de Neymar Em BH, torcedores homenageiam Neymar (Laura de Las Casas/G1))

 
« InícioAnterior12345678910PróximoFim »

Página 7 de 98

Receba novidades do Portal Dystacks diretamente no seu e-mail, Assine já!

... PUBLICIDADE

itumbiara_go

... Total / Visitas

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje1065
mod_vvisit_counterOntem3643
mod_vvisit_counterEsta semana6936
mod_vvisit_counterSemana passada19892
mod_vvisit_counterEste mês60210
mod_vvisit_counterMês passada76146
mod_vvisit_counterTodos os dias19996997

Temos: 3 bots online
O seu IP: 54.225.47.124
 , 
Hoje: 22 Ago, 2017
Contador de visitantes

... Total / Membros

  • 3343 membro(s) registrado(s)
  • 0 hoje




2016 © Dystacks.com.br - Todos os direitos reservados.